-->

-->

-->


-->



-->
Torcedora proibida de ver futebol morre ao atear fogo no próprio corpo


Terminou da pior forma possível a aventura de uma torcedora iraniana ao tentar assistir a uma partida de futebol no estádio Azadi (liberdade), em março. Nessa segunda-feira (09/09/2019), Sahar Khodayari, 29 anos, morreu uma semana depois de incendiar o próprio corpo do lado de fora de um tribunal. Ela sofreu o surto depois de saber que poderia ser presa por seis meses por tentar entrar em uma arena.

As informações são da agência de notícias Shafaghna, reproduzidas também pelo The Guardian.

Khodayari morreu em um hospital em Teerã na segunda. Ela tinha o apelido de “Garota Azul” nas mídias sociais devido as cores de seu time de futebol iraniano favorito, o Esteghlal.

No Irã, as mulheres são banidas dos estádios de futebol, embora sejam autorizadas a assistir a outros esportes, como o vôlei.

Em março, Khodayari virou notícia depois de ser descoberta assistindo ao jogo do time de coração vestida como homem. Na ocasião, ela usava uma peruca azul e um longo casaco quando a polícia a deteve. Ela chegou a passar três dias na prisão até ser liberada e aguardava o julgamento em liberdade.

A morte da torcedora provocou revolta e protestos no Irã.

 



Fonte metropoles


Outros Destaques
-->

-->
Mais Notícias
-->


-->